Paul Signac | Biografia

Biografia do pintor pontilhista Paul Signac contada através de seus quadros, Paul Signac obras

10 pinturas escolhidas para falar sobre a biografia de Paul Signac

Portrait of Paul Signac, Georges Seurat

Portrait of Paul Signac, Georges Seurat

Paul Signac nasceu em Paris, no dia 11 de novembro de 1863, e faleceu nesta mesma cidade, em 15 de agosto de 1935.

Foi um dos mais importantes pintores do neoimpressionismo francês, também conhecido como divisionismo.

De 1 a 10, a vida de Signac contada através de suas obras.

• 1. Port en Bessin, the Beach (1883): Em 1880, Signac prestigia uma exposição individual de Claude Monet na galeria Vie Moderne, e decide dedicar-se à pintura. Admirador dos impressionistas, estuda suas obras segundo a lei de contrastes e cores complementares.

Port en Bessin, the Beach, 1883

Port en Bessin, the Beach, 1883

• 2. The Road to Gennevilliers (1883): em 1884, ajuda a organizar e expõe no Salão dos Independentes. Fica amigo de Georges Seurat, que ensina a Signac a técnica pontilhista.

The Road to Gennevilliers, 1883

The Road to Gennevilliers, 1883

• 3. Gasometers at Clichy (1886): no ano de 1886, participa da última exposição impressionista. A mostra é o marco do nascimento do neoimpressionismo, cujos pintores de maior destaque seriam Seurat e Signac.

Gasometers at Clichy, 1886

Gasometers at Clichy, 1886

• 4. Breakfast (The Dining Room) (1886-1887): Signac estuda a técnica pontilhista – ou divisionista, como ele preferia chamar -, durante boa parte de sua trajetória artística. Suas obras são verdadeiros mosaicos de cores vivas e luminosas.

Breakfast (The Dining Room), 1886-1887

Breakfast (The Dining Room), 1886-1887

• 5. River’s Edge The Siene at Herblay (1889): em 1889, publica o livro “De Delacroix ao Neo-Impressionismo”, onde defende os preceitos da pintura impressionista e os estudos da cor. Destaca o neoimpressionismo como a evolução lógica do movimento. Com esta publicação, Signac torna-se o principal teórico do neoimpressionismo.

River's Edge The Siene at Herblay, 1889

River’s Edge The Siene at Herblay, 1889

• 6. Portrait of Felix Feneon (1890): muitas de suas obras apresentam uma policromia violenta, com tons vibrantes e cores complementares. Diferente de Seurat, Signac não geometriza as formas de suas figuras humanas.

Portrait of Felix Feneon, 1890

Portrait of Felix Feneon, 1890

• 7. Regatta in Concarneau (1891): Signac era apaixonado pelo iatismo, e excursionou diversas vezes pela costa francesa e por países como Holanda e Itália. Estima-se que, ao longo de sua vida, Signac tenha possuído cerca de 30 embarcações diferentes.

Regatta in Concarneau, 1891

Regatta in Concarneau, 1891

• 8. Grand Canal (Venise) (1905): Signac dedicou-se principalmente à pintura de paisagens, que ele realizava no decorrer de suas viagens.

Grand Canal (Venise), 1905

Grand Canal (Venise), 1905

• 9. Venice, The Pink Cloud (1909): em 1908, Signac é eleito presidente da Sociedade dos Artistas Independentes. Dentre outras funções, a sociedade organizava o Salão dos Independentes, que por muitos anos disseminou e promoveu a pintura de vanguarda em Paris. Signac ocupou o cargo até 1935, ano de seu falecimento.

Venice, The Pink Cloud, 1909

Venice, The Pink Cloud, 1909

• 10. Antibes (1917): além das pinturas à óleo neoimpressionistas, Signac também realizou algumas aquarelas, de feitura livre e coloridos delicados. O pintor neoimpressionista faleceu em 1935, ainda adepto do divisionismo que ajudou a criar.

Regatta in Concarneau, 1891

Regatta in Concarneau, 1891

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Close
Facebook login by WP-FB-AutoConnect